PROJETO CLIENTE OCULTO

A ACEJA juntamente com o SENAC está realizando na cidade de Jacupiranga uma ideia pioneira. No intuito de fornecer aos empresários capacitação e conhecimento, o projeto “Cliente Oculto” irá trazer consultoria gratuita as empresas para melhorar o nível do atendimento no comercio local. “ Por muito tempo escutamos frases que demonstram o quanto nosso comercio tem a crescer, e com esta realidade bem a nossa frente vimos que um projeto deste nível irá atender as necessidades e nos ajudar a ver novas expectativas dentro do município, no que tange a responsabilidade da Associação”, comenta Ivan Marques presidente da Aceja, que junto com a diretoria da entidade buscam possibilidades para o desenvolvimento.

O programa que teve início no mês de novembro de 2016, aconteceu de maneira silenciosa, pois as primeiras empresas visitadas, receberam os profissionais do SENAC que consumiram os produtos e serviços como clientes normais, fizeram perguntas e testaram os colaboradores dos estabelecimentos. Este primeiro grupo formado por empresas de diversos segmentos servirá como um piloto para os próximos trabalhos. Pois através das visitas realizadas foram levantados pontos que serão trabalhados posteriormente. Segundo Paulo Rezende, diretor da unidade, a região tem carência de um olhar de orientação e capacitação. “as pessoas somente estão se comportando e atendendo dentro daquilo que sabem ou aprenderam, por isso é necessário capacitar primeiramente os empresários para que eles por sua vez apliquem este  conhecimento com seus funcionários”, complementa Rezende.

O lançamento do projeto e retorno das primeiras visitas aconteceu no dia 16 de fevereiro no SENAC, e através de métodos como teatro e grupos de trabalho os empresários puderam vivenciar a realidade das suas empresas de um outro prisma.

 O teatro que foi apresentado por alunos da turma de artes cênicas da Instituição teve como objetivo apresentar as situações vivenciadas pelos especialistas no nosso comercio durante o período de vistas; foram apresentadas pelos atores diversas situações onde ficou exposto o atendimento dado aos clientes em nossa cidade. Todos os presentes ficaram ansiosos para saber qual foi o comportamento especifico de seus colaboradores com os especialistas.

“Saio deste evento com uma satisfação e dever de casa onde tivemos a oportunidade de ver coisas dentro da nossa empresa como lentes que normalmente não usamos” comenta Rodrigo Bassoli, Vice-presidente da ACEJA e empresário no município.

Nilvana Ongarato, proprietária do Restaurante e Churrascaria 477 achou a oportunidade de participar do projeto incrível, e acha que os lojistas não deveriam perder essa oportunidade, ela nos disse que nessa oportunidade acabou vendo que o problema às vezes esta dentro de casa que nem sempre temos que reclamar e sim agir. Segundo ela saber que temos profissionais dedicados a trabalhar pelo bem do nosso comercio é muito valioso. Ela como comerciante que esta fazendo parte do projeto se sentiu muito feliz com o resultado e pretende participar de todos os outros encontros.

Nilvana Ongarato, proprietária do Restaurante e Churrascaria 477.

Durante o evento Paulo Rezende Gerente do SENAC deixou claro que temos muito que melhorar e que também os seus especialistas se surpreenderam com o nosso comercio, pois foram bem atendidos, e diante das dificuldades impostas propositalmente por eles a maioria se saiu significativamente bem.






<< Voltar

13 3864-1711